quarta-feira, 15 de abril de 2009

Os desenhos de Deus


Deus desenha muito bem! É o comentário que um desenhista poderia fazer. A cada dia, Ele pinta um quadro diferente para nós. Sua técnica é perfeita! Como Ele sabe misturar as cores! O dégradé do céu, das nuvens e o brilho do sol, tudo muito lindo! Que composição!

Sem dúvida nenhuma, suas obras servem de inspiração e referência para as obras dos grandes artistas. É lógico! Deus criou o mundo em que vivemos, por isso retratamos as coisas que nos rodeiam, que fazem parte da nossa vida, eu sei. Tudo que criamos não passa de uma releitura muito subjetiva e pessoal daquilo que interage com o ser humano. É apenas uma representação daquilo que de mais belo Deus já fez. Mas o que pretendo é registrar em palavras (ou imagens) todo o deslumbramento que sinto ao deparar-me com a beleza das surpresas que Deus nos prepara diariamente e fazer todos notarem o artista máximo que Ele é.

Um pássaro voando com sua ninhada, a onda do mar batendo no rochedo, o relâmpago que risca e ilumina o céu numa noite de tempestade, o pontilhismo de suas estrelas, a luz que esculpe o rosto das pessoas... Diante disso tudo, o que podemos fazer é admirar, admirar e admirar. Obrigado, meu Deus, pelo espetáculo que é viver! Obrigado pelas suas telas, pela sua arte!

Só quem é sensível ou precisa observar os detalhes do dia a dia pode enxergar tamanha beleza que as mãos de Deus nos proporcionam. É através desta postagem que quero homenagear todos os desenhistas pelo seu dia, 15 de abril, e dizer que temos muito que aprender com Deus. É claro que ninguém será como Ele um dia. Perfeito, só Deus!


Texto publicado na edição de abril de 2006 da Revista A TURMA.
Postar um comentário