sexta-feira, 15 de abril de 2011

Desenhista, crie um blog!

Se existe algum conselho que posso dar, humildemente, para algum desenhista é: crie um blog para publicar os seus trabalhos. Além de dar visibilidade maior ao que você sabe fazer, ajudará a construir uma espécie de portfolio que abrirá portas para o mercado.

Por que essa dica agora? Porque hoje, no Dia Mundial do Desenhista, este blog completa 3 anos de existência e, apesar de “novinho”, já me trouxe muitas alegrias. Parece pouco, mas em três anos, aconteceram muuuuuitas coisas. Me orgulho mesmo deste blog e pretendo explicar o porque nas linhas que seguem.

Quais são as vantagens, para um desenhista, de manter um blog?

1. Já citei as primeiras vantagens nas primeiras linhas desta postagem: portfolio online! Por estarem na Internet, seus desenhos podem ser vistos e descobertos por qualquer pessoa a qualquer momento, em qualquer lugar do planeta! Neste exato momento, há uma boa chance de sua arte tocar o coração de um fã na China ao mesmo tempo em que impressiona os olhos de um editor na Europa que poderá ser seu futuro chefe ou cliente.

2. Por precisar de atualizações constantes em seu conteúdo, um blog impulsiona o desenhista a sair do marasmo. Se quiser um mínimo de sucesso para sua página na Internet, o desenhista será obrigado a sempre produzir coisas novas e se manter em exercício. Consequentemente, sua arte e ofício serão aprimorados. Na medida em que o tempo passa, todo desenhista melhora seu trabalho, através de experimentações, descobertas, aprendizado de novas técnicas e até mesmo amadurecimento pessoal. A percepção de mundo se transforma quando ficamos mais velhos, influenciando o modo como o representamos no papel. É óbvio que ainda preciso aprender muito, mas consigo notar a minha evolução desde o início deste blog, quando eu, erroneamente, já me considerava bom.

3. Network! Contatos! É claro que, sem um blog, também é possível fazer amigos virtuais. Mas o blog facilita, pois mesmo quando você não estiver online, ele será seu representante no ciberespaço. Após a criação do blog, aumentei consideravelmente o meu contato com profissionais da área. O blog recebeu um excelente número de visitas e comentários enquanto eu recebi um monte de convites para projetos e trabalhos. Graças ao blog, minha experiência profissional cresceu (e ainda pode crescer mais, é claro!), pois tive de investir no que eu havia deixado estacionado durante a época em que cursei Letras na Universidade. Após o fim do curso, foi meu blog que me proporcionou o impulso e a energia necessária para retomar a carreira. Voltei à ativa e voltei a sonhar. Tornei oficial a minha paixão pelo que faço!

E as desvantagens? Podem ser que existam, mas garanto que em números menores se comparadas com as vantagens:

1. Plágio e pirataria! Infelizmente, muitas pessoas pensam que, só porque está na Internet, uma imagem pode ser copiada e utilizada em qualquer outra coisa. NÃO PODE! Mesmo na Internet, uma imagem tem dono e copiá-la sem prévia autorização do autor é crime. Isso mesmo! Crime! Então, saiba que, ao expor um trabalho na Internet, você estará sujeito a situações como as que disponibilizo neste link aqui. Mas, não desanime, pois existe punição para tudo.

2. Lembre-se de não cometer mancadas. Seu blog precisa ser impecável se tiver o objetivo de ser o seu portfólio. Você tem a liberdade de publicar sketches e estudos, assim como opiniões sobre qualquer assunto. Mas, antes de publicar, lembre-se de que serão vistos por vários tipos de pessoas, inclusive sua mãe, seu filho, seus amigos, seus clientes e seu chefe. Essa dica vale não só para o seu blog, mas para qualquer manifestação na Internet. Qualquer conteúdo ou informação, mesmo estritamente pessoal, pode ganhar repercussão e afetar negativamente a sua imagem para sempre. Tenha bom senso e tome cuidado com opiniões polêmicas ou preconceituosas. Procure se informar antes de escrever sobre qualquer assunto.

Para descobrir a função do seu blog, procure reunir uma boa quantidade de desenhos para avaliá-los antes da publicação. Se não quiser que recebam seu blog como uma espécie de portfolio profissional, deixe bem claro na apresentação deste que se trata de um diário para registro de sua evolução nos estudos ou apenas um hobby. Mesmo desprentesiosamente, um blog pode ajudar um desenhista a manter contato com o público, testar a reação provocada por alguma imagem ou até mesmo ganhar um bom dinheirinho.

Desejo sorte para o desenhista que quer iniciar um blog. Faça isso! Você tem meu total apoio! E parabéns pelo nosso dia!


Trabalho ainda em produção.
Postar um comentário