terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Boas festas de fim de ano!

Esta é a última postagem do ano. Pretendo descansar um pouco para, depois, me dedicar a alguns projetos pessoais que precisarão de meu esforço para não ficarem apenas na minha mente. Talvez, me afaste um pouco do blog e do Twitter. Mas será por pouco tempo! Não agüento viver longe da Internet... hehehe!

Gostaria de aproveitar para agradecer pelo ano maravilhoso que foi 2009! Deus, só tenho a agradecer!


Quero expressar um “Muito obrigado!” aos meus amigos, às pessoas que visitam este blog, aos meus familiares, a minha esposa, aos meus followers! =)

Obrigado pelos presentes de fim de ano! Se ainda não agradeci, farei agora. Obrigado, Bira, por citar meu blog em sua coluna no site Bigorna! Obrigado, Carol, pelo selo “Meme”. Obrigado, Argônio, por bloguear em meu blog. Obrigado, Maurício e Guilherme Bandeira pelos retweets!

Obrigado pelas visitas! Obrigado pelos comentários! De todos!


Desejo um Feliz Natal para todos nós! Boas festas! Feliz Ano Novo!
E que 2010 seja um ano de paz, saúde e alegrias para todo o mundo! Fiquem com Deus!

É isso!

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Hulk (verde como nunca...)

Como prometido, revelo as cores no desenho da postagem anterior.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

The Incredible Hulk

O Hulk dispensa apresentações.

Na próxima postagem, o nervosinho aparecerá de calça roxa, ou seja, bem colorido. Para amenizar a espera, deixei uma prévia no meu Tweetpic.

Abraços!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Hellboy (agora, com cores!)

Como prometi, aqui está o desenho do Hellboy, com as cores!
Foi libertador fazer esse desenho! É tão bom ser livre para se desenhar o que quiser...

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Hellboy

Eu sempre quis fazer um desenho de Hellboy. Depois de ler várias de suas histórias, eu, finalmente, fiz! A próxima postagem trará o mesmo desenho, mas com cores. Aguardem!

É muito difícil não gostar de Hellboy! E de seus amigos: a paranormal Liz Sherman e o anfíbio humanóide Abe Sapien. Não sabe do que estou falando? Vou explicar.

Hellboy é um personagem de quadrinhos, criado por Mike Mignola, artista universalmente conhecido, adorado e admirado pela geração atual de desenhistas. Seu traço é econômico, mas marcante e bastante influente. O tom preto predomina em seus fascinantes jogos de luz e sombra. É incrível! Indescritível!

Hellboy é um demônio que foi conjurado ainda bebê, por nazistas, durante a Segunda Guerra Mundial. Ele é o principal agente do BPDP (Bureau de Pesquisas e Defesa Paranormal) e defende o mundo das mais diversas ameaças sobrenaturais.

O visual do personagem é muito cool, não só pela mão direita, mas também pelos chifres serrados. Ele carrega a mão direita da perdição, parte fundamental para a profecia do fim do mundo e real motivo de sua invocação.

No cinema, o personagem foi interpretado por Ron Perlman e dirigido por Guillermo del Toro. Vale a pena alugar os DVDs na locadora mais próxima. Mas faço um aviso: os dois filmes já produzidos, apesar de interessantes, não transmitem a mesma sensação de se ler seus quadrinhos (publicados pela Mythos Editora, aqui, no Brasil). Fica o convite para a leitura também. =)

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Lançamento da revista Subversos #5

Tem mais quadrinhos de minha autoria em circulação.
Trata-se da 5ª edição da revista Subversos, editada por Alexandre Manoel, Akira Sanoki e Igor Shin. A revista reúne quadrinhos produzidos por outros grandes artistas também e será distribuída, gratuitamente, em alguns pontos de São Paulo.

Para quem não mora em São Paulo e quer adquirir um exemplar, saiba como no blog da revista. Por enquanto, curtam uma imagem como preview da minha história:


domingo, 29 de novembro de 2009

Cheetara e Diana!

O melhor dos desenhos Thundercats e Caverna do Dragão!

Quando eu tiver tempo, aplico cor no desenho.


sábado, 21 de novembro de 2009

Snikt!

Esse é um daqueles desenhos que eu fiz de bobeira, só para passar o tempo, mas toda hora que olho pra ele, fico com vontade de retocar alguma coisa.

Fiz na manhã de sábado, mas por causa dos retoques, acabei arrastando até a hora do almoço e o desenho deixou de ser só de bobeira., para se tornar uma preocupação sobre anatomia e otras cositas.

Até que, para acabar com isso, pensei: "Chega! Vou pôr no blog assim e pronto!"
E foi o que eu fiz =)

Mas ainda acho que eu deveria aumentar a mão dele...

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Sete erros

Fiz o jogo abaixo com a intenção de publicá-lo na edição de dezembro da Revista A TURMA. Como todas as páginas foram preenchidas e não houve espaço para mais um jogo, decidi reproduzi-lo aqui, em vez de guardá-lo para a próxima edição.

Divirta-se!

Clique na imagem para ampliá-la e tornar mais fácil a busca pelas diferenças entre os desenhos. Para ver a resposta, selecione com o mouse o espaço em branco entre o primeiro e o segundo (∆), logo abaixo.


(∆)Resposta: sapato, cabelo, mochila, rodinha, camisa, mão e fumaça.(∆)

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Trava língua

Ilustrações para a coluna Vida Saudável da edição de novembro/2009 da Revista A TURMA. O responsável pela coluna é o prof. Haroldo Queiroz Costa e seu texto ficou muito divertido.


segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Enfim... estou no Twitter!

É... Não tive escolha! Resolvi aderir ao Twitter!
Cliquem na figura e... follow me!

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Desenhista vive de brisa?

Trecho da entrevista de Spacca concedida ao Blog dos Quadrinhos:

“É uma tendência do novato querer aparecer de qualquer jeito. Se bobear, o sujeito até pagaria por isso, especialmente se for jovem, solteiro e se não tiver contas pra pagar. E as mídias mais famosas se aproveitam, exploram. Porém, o profissional uma hora precisa parar com isso. Senão, ele vai divulgar para o próximo cliente, que também vai oferecer divulgação em troca... Onde acaba isso? O desenhista vive de brisa?”

Hoje, duas coisas chamaram minha atenção e motivaram-me a registrá-las aqui, no blog, pois trata-se de algo que vivencio faz tempo. Como estou um pouco revoltado, achei pertinente "desabafar" dessa forma.

Uma das coisas que atraiu minha atenção foi a entrevista de Spacca, concedida ao jornalista Paulo Ramos, sobre seu cartum selecionado no concurso de desenhos promovido pela revista Piauí. O prêmio para o vencedor do concurso, que se repetirá, é a publicação nas páginas da revista e uma estátua do pinguim (símbolo da revista) de porcelana. Só isso, mais nada! Concordo com tudo que Spacca disse. Clique aqui para ler a entrevista completa.

A outra coisa que mexeu comigo foi a tirinha de Angeli publicada no jornal Folha de São Paulo, cujo último quadro reproduzo logo abaixo. Ultimamente, tenho várias idéias para desenhos e projetos, mas não consigo tempo para executar todos eles. Ou seja, fico apenas sonhando, imaginando como ficariam se eu conseguisse, pelo menos, iniciá-los. Me identifiquei demais com o último quadro da tirinha de Angeli. Quem me conhece sabe que, se eu pudesse, passaria todos os dias da minha vida apenas desenhando. Infelizmente, no Brasil, muitos desenhistas precisam trabalhar durante o dia e desenhar só na madrugada, depois de cuidar da família. É triste, mas é realidade! Situação que pode melhorar somente depois que o desenhista lançar um livro com suas ilustrações e, consequentemente, receber ofertas de trabalho que solicitem sua arte. Aí sim, ele poderá largar o emprego e viver apenas de seus desenhos (que serão pagos!). Para ninguém dizer que estou mentindo, sugiro que leiam duas postagens do blog do colorista Rod Reis, aqui e aqui. Se tiver tempo, leia também essa interessante postagem do blog de Alexandre Nagado.

Vida de desenhista é trabalho! Se quer ser profissional, todo desenhista precisa passar horas, sozinho consigo mesmo, produzindo desenhos para mostrá-los ao mundo e torcer para que surjam mais trabalhos. Isso, para mim, não significa sacrifício! Eu adoraria ficar apenas desenhando e desenvolvendo novos projetos! É isso que, um dia, quero e pretendo fazer!

Último quadro da tirinha de Angeli publicada, hoje, na Folha de São Paulo


quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Capa de novembro d'A TURMA

Essa foi a capa que fiz para a edição de novembro/2009 da Revista A TURMA.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Quadrinhos: 2000 visitas!

Alguém se lembra da postagem com o agradecimento pelas mil visitas que este blog recebeu? Clique aqui e relembre!

Resolvi agradecer da mesma forma, com uma pequena alteração em um dos personagens. Espero que vocês curtam! Cliquem nas imagens para ampliá-las e conseguir ler.


Galera, muito obrigado pelas duas mil visitas! Vocês são demais!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

sábado, 31 de outubro de 2009

Um abraço para as bruxas

Para não deixar a data do Halloween passar despercebida, fiz um desenho simples, parecido com aquelas ilustrações de antigos fanzines de contos de terror.


Aproveito a oportunidade para mandar um abraço a todas as bruxas que conheço. Hehehe :D

Curiosidade:
Sabiam que hoje também é o Dia da Dona de Casa? Congratulations!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Promoção Subversos

Galera, completem a frase "E se eu desse...?" e concorram a seis revistas nacionais de quadrinhos!!

Para saber como participar e outros detalhes sobre a promoção, visitem o blog da Revista Subversos!

Boa sorte!

Uma foto e dois personagens no 20º Amadora BD

Começou, no dia 23/10, o 20º Amadora BD, festival internacional de quadrinhos que acontece na cidade de Amadora, Portugal, e vai até o dia 08/11. Um dia, planejarei uma viagem a um festival assim... Como eu adoraria estar lá!

Visitei o blog de Nuno "Bongop" Amado e me deparei com uma foto curiosa, onde ele circulou o personagem que criou no site do Festival. Como prometido, todos os personagens que foram criados pelos visitantes estão em exposição no primeiro piso do Forum Luís de Camões, local de realização do evento. O que me chamou a atenção na foto foi o fato de ser o meu personagem que aparece no canto superior esquerdo. Não é o máximo?! Cliquem aqui e confiram: é o meu personagem! :D

O personagem de Nuno está circulado de vermelho. O meu está separado pelo contorno azul, na foto logo abaixo.
Caramba! Agora posso dizer que vi meu personagem na exposição do Amadora BD! Hehehe! O Nuno me contou, por e-mail, que, na foto, também está o personagem de outro blogueiro. Uau! Essas coincidências estão me deixando louco!

Eu gostaria de agradecer ao Nuno, que gentilmente respondeu ao meu e-mail e permitiu que eu usasse a foto de seu blog (leiam o comentário que ele deixou aqui). Aliás, faço um convite aos visitantes deste blog para visitar o “Leituras de BD”, onde Nuno expõe sua opinião sobre vários álbuns de quadrinhos que circulam pela Europa. Muito bom o blog dele!

Grande abraço, Nuno Bongop!

domingo, 25 de outubro de 2009

Jack Sparrow

Captain! Captain Jack Sparrow, please!

Técnica: lápis 2B, aquarela e photoshop

Acho que poderia ficar um pouquinho mais parecido com Johnny Depp, mas gostei mesmo assim...


quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Corujas e ornitorrincos... coincidências!

Tenho uma amiga, professora, que sempre carrega um chaveiro por onde anda. O chaveiro é um bichinho de pelúcia que poucas pessoas conhecem: um ornitorrinco. Uma vez, dei-lhe um desenho, mas ela perdeu. Por isso, resolvi fazer outro (este logo abaixo). Desenhei como se fosse um pato da Disney! Fazia tempo que eu devia um segundo desenho para ela...


O mais interessante é que, recentemente, descobri o Platypus Project, cujo objetivo é reunir, num blog, 100 desenhos de ornitorrincos, apenas por diversão! Que coincidência, não? O blog se chama Cafofo dos Ornitorrincos e já enviei minha doação para seus organizadores.

Como se não bastasse a incrível coincidência, ontem encontrei minha irmã, que me presenteou com uma coruja de pelúcia (!). Ela sabe que eu gosto de corujas e, por isso, decidiu comprar. Minha irmã se chama Paula, mesmo nome da professora que gosta de ornitorrinco. Mais uma coincidência! Achei o presente muito gay (ela também achou, hahaha!), mas... tudo bem! Dizem que ganhar coruja traz sorte! Valeu, maninha! Adorei!

E é gostoso apertar a corujinha!... :D

Um dia, farei desenhos de corujas, mas, por enquanto, seguem mais alguns de ornitorrincos que fiz no meu bloco de rabiscos. Um abraço, galera!

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Só para relaxar (mais uma vez... por quê?)

Algum problema?!
Hoje é sexta-feira! O que é que tem?
>:-P

Só no lápis 6B...

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

De um livro por aí...

Mais um episódio da minha vida daqueles que eu costumo chamar de bizarro!

Fiz essas ilustrações, há um tempo, para um livro que nem tive a chance de tocar depois de pronto. Sei que ficou pronto, mas não vi na minha frente. Aconteceu... São ilustrações para um dos volumes do livro “Trabalhando a Língua Portuguesa”, de Leandra Mª. G. Teixeira Ferreira. Gostei muito do trabalho, apesar de não vê-lo impresso.








quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Tema fantasia

Depois de tantas postagens sobre o FIQ, este blog precisava voltar ao seu propósito inicial. Por isso, segue uma aquarela que fiz só para relaxar.


terça-feira, 13 de outubro de 2009

FIQ - Considerações finais

Esta, na minha opinião, foi a melhor edição do FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos). Melhor lugar de realização, muitos artistas aparecendo, maior número de lançamentos de quadrinhos, maior interação entre autores e público, interessantes mesas de discussão... tudo muito bom! Quem acompanha este blog desde o início, sabe que eu esperava ansiosamente pela realização do FIQ.

É interessante como o clima do FIQ é absurdamente descontraído e amigável! Até minha esposa percebeu como é gostoso estar no FIQ! Quando ela comentou comigo, eu ainda pensava que só eu tinha essa sensação. Adorei estar entre pessoas que pensam e respiram arte, quadrinhos, roteiros, histórias e humor. Quem vai ao FIQ, vai por paixão! A mesma paixão que uniu todos os artistas e visitantes presentes!

Só faltaram as editoras. Cadê as editoras? Era a pergunta que todos faziam. Só Companhia das Letras e Panini compareceram. Mesmo assim, a Panini deu atenção somente para Turma da Mônica, mais nada! Melhor para as publicações independentes, que foram maioria no evento.

Que venha a próxima edição do FIQ, em 2011.
Será que não tem como adiantar para 2010, não?... :-)

FIQ - Como foi a oficina de Teresa Valero

Para encerrar minha espécie de cobertura (bem subjetiva) do FIQ, contarei como foi a oficina com Teresa Valero, cujo tema foi: “Do texto às imagens” e “Como apresentar o seu projeto de quadrinhos para uma editora”. Aconteceu no dia 9, na sexta-feira, com atraso de uma hora. Mas não reclamo. Se não fosse pelo atraso, eu não teria a sorte de dividir a mesa do café com nenhum artista.

Enquanto não arrumavam uma sala onde a oficina pudesse acontecer, Teresa Valero esperava, conversando com sua intérprete. Seu marido, Juan Díaz Canales, já estava em outra sala, onde ministrava outra oficina, cujo tema foi “A Construção de um Roteiro” e “Quadrinhos Realista x Comédia e Humor”.

Teresa Valero (à esquerda) esperava por uma sala para começar sua oficina. Enquanto isso, os participantes também aguardavam ansiosamente...

Para quem não conhece, Teresa Valero é uma roteirista espanhola que criou, em 1966, junto com o marido, o estúdio de animação Tridente Animation. Ela é também professora de storyboard na Universidade de Madrid Sorcellerie. Seu primeiro álbum foi ilustrado pelo desenhista da série Blacksad, Juanjo Guarnido.

Na oficina, ela apresentou o projeto de seu novo trabalho, chamado Curiosity Shop, ilustrado pela desenhista Montserrat Martin. Trata-se de um álbum, que possivelmente será publicado na França. O projeto foi apresentado, na oficina, através de projeções de suas páginas pelo computador, mas também estava presente (na forma impressa) e circulou pelas mãos dos participantes.

Logo no início, foi possível perceber que o tema seria voltado para o mercado editorial francês, realidade que Teresa mais conhece. Mas, a maioria das ideias sugeridas por ela se adapta para o mercado brasileiro. Aqui, também pode ser entregue a uma editora tudo que é feito para apresentar um trabalho que se quer publicar na França. O projeto de Curiosity Shop foi enviado para a Dargaud Editora, em formato pdf, com sinopse da história, número de páginas previsto, público-alvo, descrição dos personagens e amostra de algumas páginas finalizadas. Ela ressaltou que projetos como esse devem ter muitos desenhos, já que almejam um produto extremamente visual.

O mais curioso da oficina foram as informações trazidas por Teresa sobre o mercado francês. Ela disse que uma banda desenhada costuma ter entre 42 (se a obra é infantil) e 44 páginas (para obras adultas). Editoras só costumam aceitar 54 páginas se o tema da história é mais complexo e se o autor é consagrado.

As obras costumam ser divididas em tomos. Inicialmente, se a obra e os autores são desconhecidos, as editoras planejam três tomos. Mas podem publicar mais tomos se a obra vender satisfatoriamente. Disse que é comum editoras francesas cancelarem um trabalho. A editora Soleil é a que mais faz isso. É a editora que publica mais títulos, mas todos os leitores que conhecem a editora temem acompanhá-los, pois não têm garantia de que serão continuados.

Teresa disse que é inviável publicar na Espanha. Até as editoras espanholas preferem publicar os livros das francesas. Enquanto editoras espanholas pagam 7 euros por página roteirizada e desenhada para um quadrinista espanhol, as francesas pagam, por página, 70 euros para roteirista e 150 para desenhistas. Esses valores podem ser maiores conforme o nome dos artistas. Os artistas só recebem royalties de suas obras depois de 15 mil exemplares vendidos. Na Espanha, as tiragens costumam ser bem menores, não ultrapassando a quantidade de dois mil exemplares.

Teresa anotou, no quadro branco, o nome de algumas editoras francesas e disse que todas podem ser encontradas no fórum Artbox (em espanhol), inclusive com a tabela de preços por páginas estabelecidas por cada uma. O fórum é muito bom!

Nos minutos finais, Teresa fez comentários breves sobre alguns tópicos da apostila que entregou no início da oficina. A apostila contém esquemas sobre a produção de um roteiro. A aula foi recheada de perguntas. Ninguém queria ir embora de tão interessante que estava! Gosto muito de sair com a sensação de que aprendi ou descobri coisas novas. Eu aproveitei muito!