terça-feira, 25 de maio de 2010

O melhor uniforme de todos os X-Men

Hoje eu não pretendia postar nada, mas minha irmã me ligou só para me parabenizar pelo Dia do Orgulho Nerd! Eu não poderia deixar a data passar em branco, já que me considero um nerd e me orgulho disso. Sempre fui, antes mesmo de estar na moda ser um nerd.
Há poucos dias, escrevi no Twitter:

O melhor uniforme de todos os #X-Men. Sem discussão, please! Ñ mudo minha opinião! Imagina que ela dá aulas assim. http://twitpic.com/1o1gfpless than a minute ago via web


Como prometido, aqui está a imagem com as cores!

Para alegria de meus amigos nerds, nada melhor que postar a imagem de uma gostosa, não é mesmo? Nos X-Men, existem várias mutantes boazudas, mas Emma Frost chegou causando impacto muito maior. Atualmente, é a namorada do Ciclope que, antes mesmo de romper seu relacionamento com Jean Grey, iniciou um affair com Emma. Ele gosta de uma telepata, hein? Sortudo e... espertiiiiiinho!

Emma sempre usa uma roupa branca que, hoje, é bem mais comportada se comparada com a que vestia quando era dançarina no Clube do Inferno, uma espécie de organização de empresários ricos e bastante influentes. Após um golpe bem sucedido, Emma conquistou o topo máximo do Círculo Interno do Clube e passou a ser conhecida como Rainha Branca.

Sua personalidade misteriosa, que às vezes nos deixa na dúvida se a personagem é boa ou má, contribui para torná-la ainda mais atraente e peça importante na história dos X-Men. Como fã, ainda fico esperando para vê-la nos cinemas, pois a
participação da personagem no filme do Wolverine não me agradou muito. Afinal, a atriz que a interpretou, Tahyna Tozzi, não estava usando o melhor uniforme de todos os X-Men, hehehe. :-)

domingo, 23 de maio de 2010

Lançamento da Zona Gráfica

No dia 30 de maio, durante o VI Festival Internacional de Banda Desenhada* de Beja, serão lançados dois volumes do quarto número da Zona Gráfica, revista portuguesa que reúne histórias em quadrinhos de vários autores (alguns mais novos e outros com maior currículo).

Estou participando dos dois volumes, com a publicação de duas histórias: “A Nave de Noé” e “O Olhar que eu quero”. A primeira história possui seis páginas e é totalmente colorida. A segunda é a preto e branco, com escalas de cinza, e possui apenas uma página. Em breve, publicarei aqui, no blog, uma amostra das HQs.


Capa do volume I, feita por José Pinto Coelho

Já me encontrou no índice do volume II?

Capa do volume II, produzida por Manuel Alves.

A quarta edição da Zona Gráfica é a que possui mais páginas. A última edição, Zona Fantástica, reuniu 80 páginas de quadrinhos, enquanto os dois novos volumes, juntos, reúnem 158 páginas. Para mais detalhes, visite o blog da Zona Gráfica, que costuma destacar o trabalho da nova geração de autores, tanto de Portugal quanto de outros países.


*Banda Desenhada é como são chamadas, na Europa, as Histórias em Quadrinhos. Desde 2005, a Bedeteca de Beja realiza o Festival na cidade portuguesa. Neste ano, será realizado entre os dias 29 de maio a 13 de junho. Clique na imagem abaixo para visitar o site oficial do evento.


quinta-feira, 20 de maio de 2010

Tem Quadrinhos na Bienal do Livro de Minas 2010


O Brasil ainda está longe de realizar festivais como os que existem na Europa e nos Estados Unidos, dedicados exclusivamente aos Quadrinhos. O maior evento da América Latina é o FIQ, que tem melhorado a cada ano, quase se igualando ao Comic-Con (San Diego, EUA) ou ao Festival de Angoulême (França).

Apesar de ainda sofrer de preconceito, os Quadrinhos têm recebido atenção maior de editoras e conquistado mais leitores. As pessoas estão descobrindo que existem quadrinhos para várias idades e outras histórias além das de super-heróis. É lucrativo para as editoras vender para o governo adaptações de obras literárias para os Quadrinhos, assim como também é vantajoso para os autores produzir essas adaptações, pois muitas editoras pagam adiantado.

Uma das provas de que os Quadrinhos têm ganhado mais respeito é o fato de terem sido incluídos na programação da Bienal do Livro de Minas de 2010. Nessa edição, quadrinhos podem ser encontrados no catálogo de várias editoras presentes no evento, tais como Panini, Devir, Desiderata, L&PM Editores e Companhia das Letras, além das lojas especializadas como as da Leitura Savassi e da Comix Book Shop.

Comix Book Shop

Companhia das Letrinhas

A Panini possui um catálogo imenso, mas parece oferecer apenas Turma da Mônica

Até no Carro Biblioteca tinha quadrinhos: Caatinga, de Hermann Huppen

Na quarta-feira (19/05), na Arena Jovem, um debate sobre “Como casar texto e imagens nos quadrinhos” contou com a presença de três grandes nomes da Nona Arte:
  • Wellington Srbek (Solar, Estórias Gerais, Muiraquitã, Apócripha...)
  • Spacca (Santô e os pais da aviação, Debret, D.João Carioca, Jubiabá...)
  • Marcelo Lélis (O mercador de coisa nenhuma, Cidades do Ouro, Saino a Percurá...)

Eu estava presente e confesso que me decepcionei um pouco com o tempo de duração do debate. Começou às 17h, mas foi encerrado por volta de 18h, sem razão aparente. Até os autores não entenderam, pois o tempo voou e muito mais poderia ser discutido. Todos estavam gostando e se pudessem, fariam mais perguntas. Não havia nenhuma outra atração agendada na Arena para justificar a conclusão repentina.

O debate reuniu poucas pessoas na plateia. Eu cheguei uma hora antes para garantir a minha senha, pressupondo que o lugar ia ficar lotado. Havia mais jovens e alguns profissionais da educação interessados pelo assunto. Era nítida a falta de familiaridade de algumas pessoas com os Quadrinhos, mas o fato de estarem lá é ótimo, pois comprova como os quadrinhos têm conseguido chamar a atenção de um público novo.

Os autores iniciaram o debate, se apresentando para o público e exibindo alguns de seus livros. O Srbek era o único que não tinha livro para mostrar, apesar de já ter produzido várias obras. Eu estava com o meu exemplar guardado na mochila e decidi mostrar para todos, me consagrando o único que tinha um livro do autor no local! Aêêêêêe! hehe \o/

Quando tive a oportunidade, decidi perguntar para os três se eles vêem Quadrinhos como Literatura. Spacca e Srbek, rapidamente, responderam um “não” bem firme. Lelis disse que “Quadrinhos é uma forma de arte diferente”. Confesso que me surpreendi com a resposta deles.

Também falaram de pirataria na Internet. Srbek disse que ficou muito triste quando viu seu livro, Estórias Gerais disponível para download em sites de pirataria. Spacca disse, aliás, que o problema da publicação de quadrinhos na Internet envolve a questão dos direitos autorais. Sobre a publicação de seu tabalho, o autor disse que recebe apenas 5% da venda de seus livros (a família de Jorge Amado, no caso de sua adaptação, Jubiabá, também recebe 5%).

Os autores comentaram que o mercado brasileiro de quadrinhos tem melhorado muito, principalmente, após a iniciativa das editoras de incluir Quadrinhos em seus catálogos. Questionado sobre as tirinhas nos jornais, Spacca disse que não são as tirinhas que estão sumindo dos jornais. “As tirinhas são um tipo de quadrinhos que nasceu para o formato do jornal”. Infelizmente, o jornal é que está em crise e, por isso, tem diminuído o espaço para publicação das tirinhas.

Resumindo, gostei muito do debate! Não houve tempo para tudo que poderia ser discutido, mas ainda ssim, gostei. Srbek falou pouco sobre a adaptação de Brás cubas, de Machado de Assis. E Spacca nem citou a adaptação que está preparando: As barbas do Imperador, de Lília Schwarcz. Após o debate, consegui autógrafo nos livros que levei e tive a chance de bater um papo bem legal com Srbek. Quem acompanha meu blog sabe que, desde o início, o blog de Wellington Srbek está no meu blogroll. É porque gosto muito do trabalho dele! Tenho Alienz, Mirabília, Apócripha, Solar, Muiraquitã e Estórias Gerais. Este último livro, agora, autografado! Tô mó feliz, hehe! :-D


quarta-feira, 19 de maio de 2010

Frases de Quadrinhos 11

Frase triste, mas sensata!

A menos que se queira muito! Se tem uma coisa que eu aprendi é que, parado, sem fazer nada, fica mais difícil ainda conseguir alguma coisa...

domingo, 16 de maio de 2010

Gatos coloridos

Esse é mais difícil! Você é bom de observação?

Cada gato possui um detalhe que o diferencia da figura maior que está em destaque. Para conferir a resposta, selecione com o mouse o espaço em branco entre os dois emoticons, logo abaixo:

(-; Resposta: gato rosa. :-)

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Brasil: Rumo ao Hexa!

Ilustração publicada na edição de maio/2010 da Revista A TURMA, na seção Vida Saudável.

No início, pensei que cometi uma mancada. Mas depois, segui com a ideia.
A Copa do Mundo deste ano é na África do Sul, mas representei todo o continente, pois imagino que o orgulho é de todos os africanos. Afinal, o mundo inteiro está com os olhos voltados para a África!

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Como nasceram algumas capas

Essa será a capa da edição de junho da Revista A TURMA.

Clique na imagem abaixo para ampliá-la:


Quero ressaltar que o processo descrito na imagem é apenas o modo como EU fiz a capa. Existem vários modos de compor e cada artista escolhe a forma que considera melhor.
O processo foi o mesmo para a capa da Edição Especial da Revista A TURMA, publicada no início de 2009, exceto pela imagem em primeiro plano que não foi feita em vetor.

Ginástica Artística

Mais um desenho vetorial! Este foi publicado na edição de maio/2010 da Revista A TURMA.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Um lobo e minha imaginação

Vai aonde, Lobinho? Acha que não sei o que você fez?

Técnica: Tablet+Photoshop

É! Você mesmo... Eu sei o que fez com a Chapeuzinho, viu!

Detalhe

Eu vi tudo! Não adianta se esconder agora...