quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Caricaturas de fim de ano

Para encerrar bem o ano, consegui entregar todas as encomendas de caricaturas que me pediram no FIQ. Quem quiser presentar algum amigo (depois do Natal, pois agora não dá tempo mais), entre em contato comigo pelo e-mail peprpipc@gmail.com que explicarei como proceder.



O homem mais admirado pelos brasileiros não pediu uma caricatura, mas eu fiz assim mesmo.

Além da caricatura, outra opção de presente é a revista que lancei no FIQ. No e-mail que encaminho aos interessados, também ofereço um desenho de brinde no envelope. Basta pedir o desenho que quiser! Para quem se interessar, clique aqui e saiba como adquirir o(s) seu(s) exemplar(es).


Gostaria de agradecer o carinho de todas as pessoas que acompanharam meus trabalhos durante 2011. Para todos, desejo um feliz Natal e um estupendo Ano Novo, repleto de energias boas! Grande abraço!

domingo, 27 de novembro de 2011

Compra on-line da HQ "Val: o Consultor de Relacionamentos"



Deixou de ir ao FIQ e ficou sem a revista que lancei por lá?
Não precisa chorar mais!



Agora, você pode adquirir, pela internet, o seu exemplar da 
Revista Val: o Consultor de Relacionamentos
Clique na imagem abaixo para saber como!


quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Como foi minha participação no 7º FIQ



Como começar a contar minha experiência no 7º Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte? Dizer que foi sensacional é pouco. É preciso usar um palavrão que expresse melhor a tamanha sensação de alegria que levo no peito: foi ducar@#*! Neste ano, não pude fazer uma descrição do evento a cada dia, como fiz na edição anterior, mas, em compensação, neste único post, vou contar tudo sobre o que achei do FIQ. Tudo mesmo! Até detalhes que ainda tenho dúvida se eu deveria tornar públicos. Preparem-se para um post longo.
Para começar, lamento muito que o roteirista Vagner Francisco não possa ter comparecido ao evento. Muitas pessoas perguntaram por ele: artistas que já o conheciam de longa data e pessoas que adquiriram a edição que lançamos juntos no Festival. Contar para ele sobre a reação de quem lia a história de Val: o Consultor de Relacionamentos não é a mesma coisa que ver de perto as risadas que as pessoas davam ao folhear a revista. Muita gente gostou e voltou só para indicar aos amigos, dar um feedback e até comprar mais um exemplar.
Sobre o espaço da Serraria Souza Pinto, posso dizer que estava maravilhoso, vermelho e lindão! Em vez de estande, fiquei numa mesa, bem no meio da Serraria, o que achei ótimo! Minha esposa e eu improvisamos um letreiro onde pude destacar o nome “Consultores de Relacionamentos”, que serviu para atrair a atenção de muitos curiosos. Várias pessoas me perguntaram qual era o significado e muitas outras chegaram a desabafar de verdade sobre seus problemas sentimentais. De quebra, acabamos oferecendo conselhos para pessoas que tiveram problemas com namorado, garotos que não sabiam como conquistar uma garota, casais em crises, entre outros. Sorte minha ser casado com uma psicóloga!

Minha parede, com os pôsteres que mandei imprimir para enfeitar meu cantinho no FIQ.
Fiquei ao lado do grande Raphael Salimena e da galera do Fórum de Quadrinhos do Ceará. O Raphael chegou no terceiro dia e só pude cumprimentá-lo rapidão. Somente no domingo, quando se despediu de mim, é que pude trocar mais palavras com ele. É uma pena, pois eu gostaria muito mesmo de bater um papo e conhecê-lo melhor. Já com a galera do Ceará, tive bastante tempo para convívio e muitas risadas. Luiz CS, Diego José, Marcus Rosado, Geraldo Borges, Solange Pitombeira, Zé Wellington e Zelito são gente finíssimas e muito talentosos! A mesa deles estava recheada de publicações excelentes, com preços bastante acessíveis. Foi muita sorte minha compartilhar o espaço com artistas tão bons!

Eu, Diego José (posou de Val) e Marcus Rosado no fundo.
Eu não consegui visitar todos os estandes, nem participar de várias atividades que rolaram por lá, mas recebi em minha mesa a visita de grandes nomes da área dos quadrinhos e da ilustração, a começar pelo ilustrador Nelson Cruz, que admiro muito. Foi uma grata surpresa descobrir que o Nelson que se interessou pelos meus trabalhos era o Cruz que faz ilustrações belíssimas em livros como O caso do Saci e No Longe dos Gerais (Cosac Naify), Alice no Telhado e Os Herdeiros do Lobo (Edições SM) e Moby Dick (Ediouro). Na emoção do momento, até me esqueci de fazer uma dedicatória no exemplar que dei para ele. Que mancada!
Também vieram a minha mesa grandes nomes como Alzir Alves e Ricardo Jaime, Anderson Sena e Vicente Reis (Quadro a Quadro), Rafael Pires e Rebeca Prado (olhem que maneiro o site deles: R2P2), André Caliman (Quadrinhópole), Saravá, o jornalista Paulo Ramos (o cara é muito legal) e também Valdo e Cris Bolson (foi muito legal este último apertar minha mão, pois tive aulas fantásticas com ele na Casa dos Quadrinhos), Alex Diates e Gio Vieira (Kaplan Project Comics) e a galera do Estúdio Black Ink. E, somente no último dia, é que consegui visitar o estande de Abel, Raphael Fernandes e Fábio Turbay, de quem faço questão de sempre acompanhar as novidades, e da galera do 4Mundo, onde conversei rapidinho com Will, Marcos Venceslau e Daniel Esteves.
O FIQ compensou um ano inteiro de trabalho que levei para produzir a revista “Val: o Consultor de Relacionamentos”. No início, quando Vagner Francisco me procurou, a intenção era publicar a história inteira na Internet. Mas, quando eu soube da proximidade da data de realização do festival, sugeri ao roteirista que imprimíssemos para lançar e vender no evento. O problema eram as cores que eu já havia aplicado nas páginas, que encareceriam muito a impressão. Mas desistir delas empobreceria muito os desenhos que já estavam finalizados. Sendo assim, decidi fazer a edição inteira a cores, contraindo uma dívida de quatro mil (!) reais na gráfica. Foi um ato considerado corajoso (ou louco) por muitos autores que visitaram minha mesa durante o festival, pois a maioria prefere fazer uma edição em tons de cinza e com poucas páginas para baratear o custo da impressão. A minha revista, então, foi uma das poucas publicações independentes que não se encaixavam nesse padrão adotado pela maioria. Para a próxima edição, vou pensar muito antes de fazer uma impressão colorida de novo. Aprendi.
Eu considero impressionante o resultado de vendas da revista que lancei no festival. Nos três primeiros dias, talvez por conta da excursão de muitas escolas, não vendi nem 50% do que eu deveria vender para dar conta de pagar a dívida enorme que adquiri na gráfica responsável pela impressão da revista. Mas os dois últimos dias, no fim de semana, foram suficientes para garantir que duas (das três) parcelas da minha dívida sejam pagas.  Ou seja, eu teria conseguido pagar mais uma grande parte se tivesse mais um dia de evento como o sábado ou o domingo que, juntos, superaram o recorde de público das outras edições do evento. Foram 40 mil pessoas no sábado e 45 mil somente no domingo. O número de público da edição de 2009 do FIQ foi 75 mil pessoas. No fim de semana, a Serraria Souza Pinto ficou lotada! E a organização do Festival já anunciou que bateu o recorde: 148 mil visitantes!
Para vender minha revista, me sacrifiquei a ponto de fazer poucas pausas somente para um lanche rápido e banheiro. No fim de semana, nem almocei. Para que as pessoas se interessassem, desde o primeiro dia, ofereci de brinde três exemplares da Revista A TURMA para quem comprasse a revista “Val: o Consultor de Relacionamentos”. Mas o que fez com que as vendas aumentasse foi oferecer no pacote uma caricatura desenhada à jato dos filhos que acompanhavam os pais ou até mesmo da família inteira. E, a partir dessa decisão, surgiram os momentos que mais me marcaram no FIQ.
Apesar de vendas ser algo que eu precisava priorizar, meus ganhos foram maiores que qualquer quantia em dinheiro possa pagar! Eu já sabia que o FIQ representaria uma chance de fazer contatos importantes com autores e jornalistas presentes, mas as experiências mais incríveis surgiram a partir da relação que estabeleci com quem pasou por minha mesa. Com o público bastante diversificado, várias pessoas (de todas as idades) elogiaram o meu trabalho e saíram felizes com o desenho que fiz para elas. Vi amigos rirem de suas caricaturas, crianças comemorarem ao se verem desenhadas e famílias inteiras dizendo: “Uau, ficou muito parecido, você desenha muito bem!”. Um dia, até ganhei um beijo de uma garotinha que ficou super feliz com a sereia que desenhei para ela.

Duas das caricaturas que fiz no Festival. A última é do Davi Fiqueiredo.
Eu me surpreendi comigo mesmo, pois apesar de acreditar que caricatura nunca foi o meu forte, eu consegui fazer mais de duzentas, usando apenas uma caneta nanquim descartável de ponta 0.5, sem usar lápis e borracha para rascunhar antes. Só Deus para me explicar de onde tirei tanta força para desenhar. No final da noite de sábado, minha mão estava até inchada, de tanto que desenhei.  Mas o prazer de ver a galera sorrir ao ver os desenhos me ajudava a superar qualquer dorzinha na mão. Sem mencionar que se tratava de um excelente exercício de desenho que me permitiu observar vários detalhes interessantes sobre o rosto humano! Ver a felicidade que meus desenhos estavam causando nas pessoas me deixava mais feliz, mais confiante e mais certo de que tudo estava valendo a pena. Os sorrisos e comentários eram as formas mais sinceras de pagamento e agradecimento que eu poderia receber. Conheci pessoas com histórias incríveis, que acabaram se tornando minhas amigas de imediato e com as quais eu adoraria manter contato sempre. Peço até desculpas para algumas que foram me ver, mas para as quais não consegui dar a devida atenção. Foram muitas pessoas que passaram pela minha mesa à espera de suas caricaturas, formando fila e esperando pacientemente, enquanto eu procurava atendê-las com a consideração que mereciam.
Para  encerrar esse post longo, quero agradecer algumas pessoas especiais que me ajudaram muito a realizar um belo trabalho no FIQ. Pelo regulamento do festival, eu não poderia deixar minha mesa vazia um momento sequer. Deveria sempre deixar alguém no meu lugar, enquanto ia ao banheiro ou fazia um lanche rápido. Quem foi, conheceu minha esposa, minha irmã e minha mãe, que me deram uma ajuda tremenda. Sem essas pessoas, que sacrificaram seus dias para me dar apoio, eu não teria conseguido o sucesso que obtive. Até meu sobrinho me ajudou, apresentando o meu trabalho para as pessoas que se aproximavam da mesa. Enquanto eu me concentrava nas caricaturas, essas pessoas maravilhosas vendiam minha revista e controlavam a fila de pessoas que aguardavam sua vez de serem desenhadas. Eu ainda não sei, sinceramente, como agradecer a essas pessoas. Num momento tão importante de toda minha carreira como ilustrador, elas me deram todo o suporte de que eu precisava. Amo muito esses anjos!
Por tudo isso, o FIQ me deixou com um gostinho de “quero mais” e muito empolgado! Já saí com planos para o próximo, que será realizado em 2013. Tenho um bom tempo para me organizar e preparar um material tão bacana quanto as revistas que ofereci em 2011. Estou planejando vender pela internet a revista que lancei  e logo mais vocês saberão como. Quero agradecer às pessoas que me ajudaram a divulgar minha participação no FIQ* e também a você, que foi lá, prestigiar o meu trabalho. Nos veremos no próximo FIQ. Se Deus quiser!

Crachá que usei no FIQ. Vou guardar de lembrança!
Quem quiser ver mais imagens, pode conferir o álbum que criei, clicando aqui.
*Obrigado a Rádio UFMG, que me entrevistou no Festival, a Editora EMT, ao Projeto Continuum, ao Universo HQ e ao Impulso HQ, que divulgaram o lançamento da minha revista em seus sites e Muito obrigado também para as equipes de redação dos jornais de Nova Lima: A Notícia, Mãos à Obra e Jovem.com. Valeu!

domingo, 6 de novembro de 2011

E o FIQ vai começar!



Enfim, é nessa quarta-feira que começa o 7º Festival Internacional de Quadrinhos. Quero reforçar o convite a você, leitor deste blog, para visitar meu estande no FIQ. Reúna seus amigos, sua família, toda a galera e venham me conhecer, bater um papo comigo, me pedir desenhos e, claro, comprar minha revista, hehehe.  ;-)

Apesar de a data oficial de lançamento da revista ser no dia 12, estarei presente no festival durante todos os cinco dias (9 a 13 de novembro), das 9h às 22h, no estande Consultores de Relacionamentos. Será muito difícil não me encontrar lá na Serraria Souza Pinto nesses dias.

Se você gosta de ler quadrinhos, é sua chance de conhecer os artistas que admira e ganhar autógrafos. Se gosta de desenhar, poderá pedir dicas para eles, ver as artes originais em exposição e até participar de aulas gratuitas que serão ministradas no evento. Mas se você não lê quadrinhos e está totalmente por fora do assunto, aproveite a oportunidade para conhecer o gênero e, quem sabe, se divertir e descobrir um mundo imenso de liberdade criativa num ambiente bem agradável e descontraído.

Acesse o site do FIQ e confira a programação completa.
Só tem coisa bacana!
Conto com a sua presença! combinado?

Olha que lindona ficou a impressão!



Páginas de preview da Revista.
Quem comprar, ganha de brinde um exemplar da Revista A TURMA.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Avatares para a HQ do Val


Quem curte redes sociais tem grandes chances de gostar da revista que vou lançar no 7º Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte (FIQ).

Para a introdução da história em quadrinhos que Vagner Francisco escreveu, criei vários avatares para os personagens que lá aparecem. Nesta postagem, compartilho apenas algumas das imagens, mas você pode ver todas as outras ao clicar aqui, inclusive as que acabaram não sendo aproveitadas na versão final da revista. Muitos dos avatares foram inspirados nas fotos dos perfis de vários dos meus amigos no Facebook, no Twitter e no Google+.


Se gostar de alguma e quiser usá-la como seu avatar, fique à vontade e me ajude a convidar os seus amigos para o lançamento da revista no FIQ. Combinado?

Lançamento da revista "Val: o Consultor de Relacionamentos"
(roteiro de Vagner Francisco e arte de Eric Ricardo)
7º Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte
9 a 13 de novembro, na Serraria Souza Pinto
(Av. Assis Chateubriand 809, Centro, Belo Horizonte / MG)

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Nossa Senhora Aparecida


Desenho vetorial que fiz no Corel Draw.
Capa da edição de outubro/2011 da Revista A TURMA.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Quem é Val?

Val é o personagem de Vagner Francisco que estreou em 2001 no zine Areia Hostil e, desde então, vem sendo publicado em forma de webcomic, no blog do roteirista, consolidando-se no cenário da publicação independente das Histórias em Quadrinhos. Em 2011, o personagem completa 10 anos e, por isso, merece a edição comemorativa que preparamos ao longo deste ano: O Consultor de Relacionamentos.

Etapas do desenho de uma das páginas da edição Val: o Consultor de Relacionamentos

Nessa nova e empolgante história, um garoto procura por Val, após receber, pela internet, a indicação de seus serviços como um profissional que pode ensiná-lo a conquistar as mulheres. Mas, à cada tentativa, os dois descobrem que a tarefa não será tão simples quanto parecia!

Na semana passada, Vagner Francisco e eu divulgamos a primeira arte promocional da HQ que vamos lançar no 7º Festival internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte. Encerro esta postagem com mais um teaser pôster e, logo abaixo, deixo o link para  um Press kit com mais informações (e mais imagens) sobre a revista.


quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Vem aí o 7º FIQ

O 7º Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte está chegando!

E, nessa edição do evento, vou lançar uma História em Quadrinhos junto com o grande roteirista Vagner Francisco. Por enquanto, vou publicar somente um teaser pôster, mas nos próximos dias, pretendo revelar mais detalhes sobre a HQ. Aguarde! É só por hoje que vou manter um mistério... hehehe.


7º Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte
9 a 13 de novembro
Serraria Souza Pinto
(Av. Assis Chateubriand 809, Centro, Belo Horizonte / MG)
Entrada gratuita!

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Ego


"Damn, I know
I'm killing you with them legs
Better yet, them thighs."


Tradução livre:
Droga, eu sei
Estou te matando com essas pernas
Melhor ainda, essas coxas.



Lembra alguma diva da música pop?

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Nado de costas

Desenho que fiz para participar de mais um desafio proposto por Carsten Bradley no Google Plus.
O tema era alligators playing obscure sports (jacarés praticando esporte).
Very cool!
Clique na imagem para ampliar.



sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Lutador mexicano também lava roupas

Todos os dias, o genial artista Carsten Bradley lança um desafio no Google+ para os desenhistas que quiserem participar.
Hoje, decidi enviar um desenho. O tema era luchadores doing chores (lutadores mexicanos realizando tarefas domésticas).




Adorei a ideia! Vou tentar participar mais vezes.
A participação de outros artistas, inclusive no desafios anteriores, pode ser conferida no blog G+ Artist Sketch Challenge.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Google+ Artistas Brasileiros




A ilustração desta postagem é uma das imagens que adicionei à galeria do meu perfil no Google+. Além desta, tem outras quatro imagens inéditas que podem ser vistas ao clicar aqui.

Aproveitando, gostaria de convidá-lo a contribuir com seu nome numa lista que estou preparando, caso você também seja um desenhista e tenha um perfil no Google+.

Para quem ainda não sabe, o Google+ é a mais nova rede social lançada pelo Google, cujo diferencial está na possibilidade de separar seus contatos em círculos. Assim, o usuário pode escolher qual dos seus círculos pode ler cada uma de suas postagens. Eu, por exemplo, criei um círculo para amigos do trabalho e outro para amigos da faculdade, bem como tenho aumentado bastante o número de perfis que fazem parte dos círculos que criei só para desenhistas (cartunistas, chargistas, quadrinistas, pintores etc).

Desde então, fiquei com a impressão de que artistas de outros países têm usado a nova rede social do Google com bastante ânimo, enquanto os brasileiros ainda não se empolgaram. Sendo assim, decidi copiar a idéia de +Jonathan Chandler que, imitando a iniciativa do fotógrafo +David Snuckel, está criando uma lista de artistas que possuem um perfil no Google+.

Já adicionei alguns perfis na minha lista, mas gostaria que você se adicionasse ou recomendasse algum artista brasileiro que conhece e aprecia. Para isso, basta clicar aqui. A vantagem é que, assim, você se apresenta, divulga seu perfil e estabelece mais contatos com profissionais da sua área.

Dica para todos, não só para artistas: Outro site interessante é o group.as, onde é possível  submeter seu perfil do Google+ e se adicionar em quantos grupos quiser.

domingo, 31 de julho de 2011

A série de TV da Mulher-Maravilha



Em maio deste ano, foi cancelada pelo canal NBC a série de TV da Mulher-Maravilha que estava sendo produzida e escrita por David E. Kelley.

Apesar de não ter gostado muito do uniforme da personagem, na primeira imagem oficial que foi liberada, eu torcia pela série. Mesmo! De verdade!

Concordo que muita coisa ainda precisava ser alterada para agradar todos os fãs. Mas ver a atriz Adrianne Palicki em cenas de ação, como num dos clipes que "vazaram" na internet, me fez lamentar ainda mais o cancelamento da série. Já pensaram que legal seria, por exemplo, uma participação especial de Tom Welling, interpretando Clark Kent?

Puxa, se os fãs da DC aguentaram as temporadas finais de Smallville, por que não perdoar as falhas inicias na série da guerreira amazona? Se, ainda no episódio piloto, os fãs foram ouvidos e o uniforme foi corrigido para a versão mais famosa, suspeito que muitos outros detalhes seriam revisados.

O jeito, agora, é me contentar com alguns poucos clipes de bastidores que restaram na internet.



segunda-feira, 25 de julho de 2011

Pô, Amy Winehouse...

Sua morte foi uma notícia muito ruim para as minhas férias.

Caricatura que fiz com caneta esferográfica

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Feliz Dia do Rock!

Um desenho para não deixar esse dia passar em branco...

sábado, 9 de julho de 2011

Quadrinhos na 9ª Festa Literária Internacional de Paraty

Joe Sacco (à direita) em conversa mediada pelo jornalista Alexandre Agabiti, na 9.ª Flip.


Enquanto eu fiz o curso de Letras, me vi atraído também pelo Jornalismo. Mas sempre gostei de desenhar e de conhecer histórias (em quadrinhos ou em forma de notícias). Um cara que soube juntar tudo isso numa mesma carreira é Joe Sacco, autor de Palestina e Notas de Gaza. Tido como o precursor do gênero Jornalismo em Quadrinhos, é um dos convidados da 9.ª Flip (Festa Literária Internacional de Paraty), cuja mesa teve transmissão ao vivo, às 12h deste sábado.

Eu assisti à transmissão enquanto teci alguns comentários no Twitter, mas preparei esta postagem para destacar como as Histórias em Quadrinhos estão ganhando o merecido respeito da mídia, apesar de ainda serem vistas por muitas pessoas como produto apenas para crianças. O quadrinista Robert Crumb participou da Flip no ano passado e, na edição deste ano, já participaram três outros: Laerte (foi simplesmente fantástico!), Lourenço Mutarelli e Joe Sacco. Para explicar melhor sobre essa “transformação” dos Quadrinhos, recomendo a coluna de Rafael Grampá (clique aqui para ler). Também recomendo a cobertura da mesa de Joe Sacco pelo site G1 e pelo jornal Folha de S. Paulo. E, para quem quiser acompanhar as conversas com outros autores convidados, recomendo as transmissões ao vivo no site da Flip. Muito bom!

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Dica para as férias

Quer uma dica para curtir mais as férias? Desligue o computador!

É certo que, devido aos vários compromissos do nosso dia a dia, o contato com algumas pessoas só não deixa de existir graças aos recursos oferecidos pela internet. Mas, nas férias, quando temos todo o tempo do mundo para curtir a vida, não tem sentido conversar durante horas pela rede se o melhor é encontrar os amigos para momentos de alegria e descontração.

Relaxe! Sorria! Divirta-se! Deixe os jogos eletrônicos para os dias chuvosos. Socialize-se também fora do mundo virtual. Há experiências reais que nenhum programa de computador, nem no futuro, será capaz de simular.

Viva de verdade!

Texto e imagem que produzi para o editorial da edição de julho/2011 da Revista A TURMA

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Trabalhos do primeiro semestre de 2011

Já que relembrei na postagem anterior meu trabalho para as capas da Revista A TURMA, decidi reunir nesta aqui algumas ilustrações que fiz para o miolo das edições já publicadas neste ano. Quem não viu impressas, terá a oportunidade de vê-las na tela do computador.


Ilustração para um texto sobre o perdão.






Uma das versões de Sansão que aparecem na edição de maio/2011.